Saúde Do Cérebro – 5 Dicas Para Cuidar Bem Dela.

finanças pessoais cuidar do cérebro 640x484 jpg - Saúde Do Cérebro - 5 Dicas Para Cuidar Bem Dela.

Nesse artigo, faço um alerta para que o leitor não subestime os cuidados com a saúde do cérebro, igualmente não subestime as doenças mentais. Esse tipo de doença vem acometendo mais pessoas a cada dia, portanto, vamos nos prevenir e cuidar melhor de nosso cérebro.

O tema saúde mental é um assunto pouco falado pelas pessoas, chega a ser quase um tabu, até que algo de pior venha a acontecer.

Nos dias modernos, tem aumentado o número de pessoas com algum tipo de doença mental como, depressão, Alzheimer, esquizofrenia etc.

Primeiramente, é preciso deixar claro que literalmente, qualquer pessoa pode desenvolver alguma doença mental como as citadas.

Estudos revelam fortes indícios de que este tipo de doença está relacionado, entre outros fatores, pelas mudanças da vida moderna, como, exposição a novas tecnologias, a baixa qualidade de nossa alimentação, ao sedentarismo, ao nosso próprio comportamento no dia a dia, e a maneira com que lidamos com os problemas que surgem em nossas vidas.

Sabemos que nos dias de hoje é muito difícil nos afastar do uso de aparelhos eletrônicos como, celulares, computadores, micro-ondas etc, más, para preservar nossa saúde é importante procurar, ao menos, diminuir nossa exposição a aparelhos que transmitem um maior nível de radiação eletromagnética como os citados, ou seja, utilizar menos esses aparelhos, sempre que possível.

Dica 2- Melhore a qualidade de sua alimentação.

A relação entre a qualidade da alimentação e a saúde do cérebro, está associada com a baixa ingestão de alimentos que são ricos nos tipos de gordura que são benéficos ao cérebro, principalmente a baixa ingestão de alimentos ricos em ômega três, como peixes de águas profundas por exemplo, como atum, salmão, e oleaginosas como castanhas e nozes.

Com o passar do tempo, os baixos níveis deste tipo de gordura no organismo prejudicam o correto funcionamento do cérebro, podendo causar o seu esgotamento e o desenvolvimento de doenças.

Estudos indicam que intolerâncias a certos tipos de alimentos também podem estar associadas a doenças mentais, como a intolerância ao glúten por exemplo. A intolerância causaria pequenas lesões no intestino, o que pode prejudicar a absorção adequada dos nutrientes pelo corpo em geral afetando também o cérebro. 

A debilitação mental por má alimentação pode passar despercebida, até que algum problema traumático, que exija mais do equilíbrio mental, acometa a vida da pessoa, e é aí que uma doença pode ser ativada, onde o cérebro não suporta e entra em colapso.  

Ou seja, procure ingerir mais alimentos naturais e ricos em ômega três, como peixes de águas profundas como o atum, salmão, sardinhas, também sementes oleaginosas, como nozes, castanhas etc.

Procure saber também se você é intolerante ao glúten, e na medida do possível, evite ingerir alimentos que utilizam farinha branca em sua composição.

Dica 3- Fique atento ao seu comportamento no dia a dia.

Como nosso comportamento no dia a dia pode afetar a saúde do cérebro?

Você deve conhecer alguém que tem o mal hábito de falar mal de outras pessoas por exemplo, note que esse tipo de pessoa tem a tendência de ter uma personalidade negativa, pois tem a tendência de falar com frequência, de assuntos com fundamentos negativos.

Esse tipo de comportamento é muito prejudicial para a saúde como um todo, pois tende a gerar sentimentos negativos como inveja, ira, raiva, ansiedade, nervosismo, estresse, e isso tende a liberar frequentemente uma descarga de hormônios negativos no corpo.

E esse excesso de hormônios negativos no organismo, tendem a minar a saúde com o passar do tempo, o que pode causar doenças associadas a este negativismo, como depressão, úlceras, infarto etc.

Ou seja, avalie-se, e procure não ser esse tipo de pessoa negativa, e se você tem esse tipo de pessoa em seu círculo de contatos tome cuidado, pois a negatividade tem o poder de contaminar quem está próximo.

Dica 4- Cuide bem da saúde do seu cérebro melhorando a forma como lida com os problemas.

Problemas, desafios e dificuldades fazem e sempre farão parte da vida, más a forma como lidamos com as diferentes situações da vida, pode interferir muito em nossa saúde.

Portanto, devemos procurar adotar uma postura mais tranquila e paciente com relação às adversidades que surgem em nossas vidas, com isso evitaremos o excesso de estresse, o que é um passo muito importante para manter a saúde como um todo, principalmente a saúde de nosso cérebro.

Outro comportamento muito importante tanto para evitarmos conflitos, quanto para mantermos a saúde e o equilíbrio emocional, é aprendermos a aceitar naturalmente as diferenças e defeitos das pessoas, principalmente com relação às pessoas que convivem conosco diariamente.

Dica 5- Evite o sedentarismo.

O problema do sedentarismo é que sua consequência é abaixar o metabolismo do organismo, e isso por sua vez impede o acesso mais eficiente de nutrientes e de oxigenação adequadas ao corpo como um todo, em especial ao nosso cérebro.

Isso ocorre porque o organismo do indivíduo sedentário fica muito tempo em baixos níveis de atividade física, o que não estimula corretamente o metabolismo.

Portanto, o ideal seria praticarmos esportes que exijam de nós um certo nível de esforço físico maior.

Praticar esportes que promovam o aumento da circulação sanguínea, e por consequência, promovam uma melhor oxigenação e condução de nutrientes pelo organismo, como caminhadas, corrida, artes marciais, ciclismo, natação, yoga, etc.

Muito importante também é exercitarmos nosso cérebro, praticando leitura frequentemente, assim como, procurar praticar esportes mentais como dama, xadrez e go, por exemplo.

Enfim, ter dinheiro é muito bom e importante, más ter dinheiro e não ter uma boa saúde para desfrutá-lo, não faz o menor sentido, portanto pessoal, vamos cuidar bem também da saúde de nosso cérebro, e manter nossa mente afiada por muitos anos.  

Bem amigos essas eram as dicas que tinha para hoje.

"Sua opinião é muito importante para nós, então deixe seu comentário aqui embaixo, fala aí para a gente o que você achou desse artigo, pode ser uma crítica, uma dica, ou sugestão de novos artigos, ok?"

Muito Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *