7 Dicas Importantíssimas Para Quem Vai Abrir Um Negócio Próprio.

ganhar dinheiro dicas para abrir um negócio 640x384 jpg - 7 Dicas Importantíssimas Para Quem Vai Abrir Um Negócio Próprio.

Dicas para abrir um negócio próprio.

Neste post trago dicas valiosas para aumentar as chances de você ter sucesso em seu empreendimento.

Sabemos que tornar-se um empreendedor de sucesso é um desafio que muitas pessoas diariamente escolhem para suas vidas.

E você já deve ter notado que a criação de um empreendimento lucrativo com certeza é a via mais rápida para se atingir um elevado nível de patrimônio.

Esse é um dos principais fatores benéficos de se tornar um empreendedor, a alta e rápida capacidade de geração de capital que um negócio bem-sucedido pode proporcionar.

Portanto, se você se enquadra como um futuro empreendedor, ou, até mesmo se já é, fique atento para as seguintes dicas:

A primeira das dicas para abrir um negócio próprio é, analise os diferentes nichos de mercado, os diferentes tipos de negócios existentes, e procure escolher um ramo de atividade que prospera ao longo da história.

Ou seja, fazendo isso você já escolherá um setor com maiores chances de o empreendimento ser bem-sucedido.

Observe os diferentes tipos de negócios, e procure escolher um ramo de atividade que historicamente prospera ao longo do tempo, ou seja, fazendo isso, você escolherá um ramo com maiores chances de o empreendimento ser bem-sucedido.

Como exemplo, posso citar o ramo de alimentos como, pizzarias, restaurantes, lanchonetes, confeitarias, lojas de salgados etc.

Esse nicho de negócio, se bem gerenciado, tende a ser bem-sucedido porque um produto alimentício bem feito tende a fazer com que o cliente volte a consumi-lo, e nesse ramo, a frequência com que o cliente pode voltar a consumir seu produto é bem maior do que vendendo camisetas por exemplo, pois como são alimentos, uma vez consumidos não resta outra alternativa a não ser esperar a fome voltar, o que acontecerá com certeza.

Portanto, nesse ramo você pode conquistar clientes cativos, que consumirão seu produto frequentemente.

Dica 2- Escolha a melhor forma para vender seu produto.

Como vimos, o ramo de alimentos é uma ótima alternativa para iniciar um negócio, más, a escolha do canal de vendas do produto também deve ser feita com cuidado.

Com isso, a segunda das dicas para abrir um negócio próprio é, escolha a melhor forma para vender seu produto.

Novamente, esse aspecto é muito importante principalmente quando olhamos para as finanças do negócio, ou seja, procurar manter baixos custos fixos e baixas despesas mensais.

O interessante é que devido à evolução atual das formas de entrega de produtos, até mesmo trabalhando com produtos alimentícios, alternativas mais econômicas de atuação se tornaram muito viáveis nos dias de hoje.

O que quero dizer com isso?

Quero dizer que hoje em dia é bem viável trabalhar com alimentos em cozinhas fechadas, com pontos montados em locais mais baratos, e trabalhar apenas com delivery dos alimentos.

Essa é uma ótima alternativa para economizar com aluguel, pois o ponto não precisa estar presente em locais com alto fluxo de pessoas, onde o aluguel costuma ser bem mais caro.

Dica 3 para quem vai abrir um negócio próprio- Avalie o tamanho da sua clientela em potencial.

Novamente, trabalhar com alimentos traz uma vantagem, como dito, uma vez que o produto seja de qualidade, a chance de o cliente voltar a consumi-lo é bem alta.

Portanto, a terceira das dicas para abrir um negócio próprio é, avalie o tamanho da sua clientela em potencial.

Com relação ao tamanho da clientela em potencial, o ramo de alimentos também tem um ótimo potencial de consumidores e de expansão dos negócios.

Pois uma vez que o produto tenha um bom nível de qualidade, a chance de abertura de mercado em novas regiões de atuação também se torna bem viável e provável.

Dica 4- Escolha a forma mais efetiva para entregar seu produto.

Novamente, trabalhar com alimentos traz uma vantagem, como dito, uma vez que o produto seja de qualidade, a chance de o cliente voltar a consumi-lo é bem alta.

Portanto, a terceira das dicas para abrir um negócio próprio é, avalie o tamanho da sua clientela em potencial.

Com relação ao tamanho da clientela em potencial, o ramo de alimentos também tem um ótimo potencial de consumidores e de expansão dos negócios.

Pois uma vez que o produto tenha um bom nível de qualidade, a chance de abertura de mercado em novas regiões de atuação também se torna bem viável e provável.

Dica 5 para abrir o negócio próprio- Desenvolva a arte de conviver bem com seus colaboradores e sócios.

Esse assunto será abordado em outros posts, más é tão importante que sempre deve ser lembrado.

Portanto, a quinta dica para quem vai abrir um negócio próprio é, desenvolva a arte de conviver bem com seus colaboradores e sócios.

O conceito aqui é tomar cuidado para não exigir demais de seus colaboradores ou sócios a ponto de perder verdadeiros talentos, más também não deixar a situação sair de controle sem chamar a atenção para o que é preciso ser corrigido.

Encontrar o equilíbrio é o grande desafio.

Dica 6- Estude e execute atividades que mantenham seus clientes ativos.

A sexta dica para quem vai abrir um negócio próprio é, estude e execute atividades que mantenham seus clientes cativos.

Ou seja, faça campanhas como emissão de descontos promocionais e cartões de fidelidade por exemplo.

Esse tipo de promoção é muito benéfico para manter o fluxo de vendas e os clientes cativos.

Principalmente se você estiver em um nicho de negócio de alta concorrência, como salões de beleza, ou estacionamentos para automóveis por exemplo.

Dica 7 para quem vai abrir o negócio próprio- Procure criar ou comprar um sistema de gerenciamento eficiente para o seu negócio.

E a última dica de hoje para quem vai abrir o negócio próprio é criar ou comprar um sistema de gerenciamento para o seu negócio.

Pois pesquisas apontam que uma das principais causas de mortalidade de novas empresas, está relacionada ao fato de o dono não saber administrar bem a parte financeira do empreendimento.

Ou seja, mantenha sempre, total controle sobre os vários aspectos que estão envolvidos no seu negócio, principalmente no que diz respeito à gestão financeira.

E mesmo que você delegue essa função, procure aprimorar-se a ponto de compreender totalmente todos os pontos importantes referentes às entradas e saídas de capital, dessa forma, além de ter uma visão mais clara sobre o andamento do negócio, dificilmente você será vítima de má fé de possíveis colaboradores mal-intencionados.

Reflita sobre essas dicas, e se for o caso procure implementá-las.

Acredito que elas só trarão benefícios para seu belo propósito de criar um negócio próprio de sucesso.

"Sua opinião é muito importante para nós, então deixe seu comentário aqui embaixo, fala aí para a gente o que você achou desse artigo, pode ser uma crítica, uma dica, ou sugestão de novos artigos, ok?"

Muito Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *